Logo 45 anos final

Dia Internacional da Mulher – 08 de março

Data para lembrar e refletir o quanto a mulher tem lutado para ter o seu espaço e ser reconhecida por suas capacidades e talentos.

As homenagens vão para todas que batalharam durante a história pela igualdade, dignidade, empoderamento e respeito.  As conquistas das mulheres estão evoluindo.

Neste artigo vamos lembrar um pouco da história desta luta, conquistas, desafios e alguns depoimentos de nossas colaboradoras.

A origem

Em 1975, a ONU reconheceu o dia 8 de março para ser o Dia Internacional da Mulher, porém, a luta vem desde muito antes.

As primeiras reivindicações começaram em 1908. Naquela época, 15 mil mulheres fizeram uma passeata pela cidade de Nova York reivindicando melhores salários, redução de jornada e direito a voto.

Mulheres que se destacam no mundo

Em todo este tempo as mulheres vêm conquistando seu espaço no mundo.

Em 2021, Kamala Harris se tornou a primeira mulher negra, asiático-americana a ser vice-presidente dos Estado Unidos.

Também, nesse ano na Tanzânia, houve a posse da primeira mulher presidente, enquanto na Estônia, Suécia, Samoa e Tunísia, as mulheres tomaram posse pela primeira vez como primeiras-ministras.

Em Honduras, em 2022, Xiomara Castro se tornou a primeira mulher a presidir o país.

No Brasil estamos evoluindo com o tempo:

  • 1932 – Direito ao voto das mulheres;
  • 1977 – Lei do Divórcio;
  • 1985 – Criação da primeira Delegacia da Mulher;
  • 1988 – Igualdade de direitos por lei (com a nova Constituição);
  • 2006 – Lei Maria da Penha;
  • 2011 – Eleição da primeira mulher presidente;
  • 2015 – Lei do feminicídio;
  • 2018 – Importunação sexual virou crime (lei 13.7188/18);
  • 2021 – Lei para prevenir, reprimir e combater a violência política contra a mulher.

Desafios

Apesar de todos os avanços mencionados, há muito mais a conquistar.

Vozes femininas em nossa empresa, manifestam esse mesmo “olhar” de crescimento e ainda de muito a ser conquistado.

Gabriela Zukerman Calderon, auxiliar de diretoria diz que “Estamos cada vez mais fortes, entretanto as mulheres (ainda) devem ser levadas mais a sério. Temos que quebrar estereótipos e ter mais voz na sociedade”.

Andrea Gomes Pinto, nossa gerente de condomínios, diz que o grande desafio para a mulher é “se mostrar pronta para enfrentar os desafios diários, até mesmo lidar de maneira coesa com a prática do assédio. “

Em países considerados mais machistas, a mulher ainda luta por direitos básicos como educação, alimentação e trabalho.

Á mulher com autonomia, autoestima é mais segura e livre.

A diretora de locação Renata Zukerman Calderon “acredita que a mulher consegue conciliar vários papéis e fazer várias coisas no trabalho ao mesmo tempo (…) no geral, é mais perfeccionista e detalhista no trabalho, o que melhora a produção do serviço”.

Com todos os afazeres familiares e profissionais, ela ainda procura tempo para manter a forma, ter refeições saudáveis e se manter bem.

E ainda por cima, há a questão da conciliação com a família.

Para Dianne Almeida, auxiliar de gerência, “durante o dia deve haver concentração ao máximo, paciência e equilíbrio, pois a noite ainda tenho de preparar o jantar e dar atenção para o marido e filho com todo o carinho. A mulher saiu do papel de dona de casa para cargos importantes na sociedade, embora em algumas funções ainda existe muito machismo para ser quebrado”

Cremos que vamos conseguir avançar cada vez mais com o fim da discriminação dentro de todos os âmbitos (política, trabalho, economia, poder público etc.), no momento em que a conscientização por parte de todos os cidadãos estiver alinhada ao mesmo propósito.

Nosso reconhecimento, valorização. Um feliz Dia Internacional a todas as Mulheres!

EMPRESAS AMIGAS

Abril de 2021 - Todos Direitos reservados a Convicta Imóveis